segunda-feira, 19 de abril de 2010

Amar é quando não dá mais pra disfarçar
Tudo muda de valor
Tudo faz lembrar você

Amar é a lua ser a luz do seu olhar
Luz que debruçou em mim
Prata que caiu no mar

Suspirar, sem perceber
Respirar o ar que é você
Acordar sorrindo
Ter o dia todo pra te ver

O amor é um furacão, surge no coração
Sem ter licença pra entrar
Tempestade de desejos
Um eclipse no final de um beijo

O amor é estação, é inverno, é verão
É como um raio de sol
Que aquece e tira o medo
De enfrentar os riscos, se entregar

Amar é envelhecer querendo te abraçar
Dedilhar num violão
A canção pra te ninar

Um comentário:

  1. aah que liindo,
    adorei o poema ^^'
    vou te seguir
    otima semana
    beeijo

    ResponderExcluir